Viva e Reviva Santa Cruz/Salvaguarda da Memória Cultural


Quando coletamos as palavras e expressões populares de Santa Cruz de Goiás, criamos ao mesmo tempo a Iniciativa " Viva e Reviva Santa Cruz" um grande Projeto Guarda- Chuva com vários projetos e sub-projetos desenvolvidos ao longo do tempo.




 Iniciativa Viva e Reviva Santa Cruz/ Salvaguarda da Memória Cultural...janeiro de 2001

Objetivo Geral: Ver a História de Santa Cruz, vivida e re - vivida; conhecida e re - conhecida pela comunidade.

Objetivos Específicos:
 Incentivar a produção de pesquisas, inventários e documentação histórico– etnográfico;
 Incentivar a leitura, principalmente a literatura goiana;
Inserir formação e informação aos fazedores de cultura do município de Santa Cruz de Goiás, interagindo com outros municípios;
Apoiar experiências individuais ou de grupos formais ou informais, sem fins lucrativos, cujo objetivo principal seja a prática do artesanato, da culinária, do fabrico de vinho e outros, como instrumento de reforço, promoção e consolidação, como um dos meios de sustentabilidade ou apenas recuperação de auto estima. Experiências estas que tragam engrandecimento pessoal, união, solidariedade entre as pessoas, melhoria na qualidade de vida, sinal de perspectiva, contribuindo para o exercício de cidadania.

Justificativa: Vivemos o dia- a - dia sem questionarmos porque agimos de tal maneira, porque usamos determinada linguagem, porque mantemos certas tradições. Tudo se torna tão corriqueiro que perde o valor real. Só sabemos que é importante quando sentimos que algo está prestes a se perder...

Queremos recuperar nosso passado para nele embasarmos nosso futuro e não perdermos nossa Identidade em meio a esta conturbada onda de modernidade e imediatismo. Não queremos ser um povo desmemoriado, sem referência.Estamos revivendo o que passou sem que isso atrapalhe o momento presente.Uma Iniciativa com várias ações.


O que realizamos dentro da Iniciativa “ VIVA E REVIVA SANTA CRUZ/SALVAGUARDA DA MEMÓRIA CULTURAL”.

Lançamento do livro
1- O inicio de tudo: Elaboração do Vocabulário de Palavras e Expressões de Santa Cruz. -2001/2002..lançamento em 2006
    ENTREGA DA BIBLIOTECA EM SANTO ANTONIO DA ESPERANÇA
    2- Entrega do Projeto Arca das Letras em Santo Antonio da Esperança, 2007







    3-  Orientação a jovens na elaboração de Projetos


















    4- Realização de Concursos literários. Clique aqui para ver as fotos
    5- Realização da primeira Conferencia Municipal de Cultura e participação na segunda e terceira Conferencia de Santa Cruz e nas Conferencias Estadual e Nacional de Cultura e conferencia Setorial de Patrimônio Imaterial e Cultura Popular do Ministério da Cultura.

    6- Instalação da ALB/ Santa Cruz de Goiás – Academia de Letras do Brasil– Seccional Santa Cruz de Goiás

    7- Criação da Associação dos Amigos de Santa Cruz e com esta Associação execução dos seguintes Projetos:

    8- Visita do IPHAN a Santa Cruz e Educação Patrimonial nas Escolas) e muito mais... 


    9-  Rodas de prosas com crianças e jovens, para estimulo a leitura e apropriação de nossa história, aproveitando o espaço da Associação e o acervo do Pontinho de Leitura. 

    10- Oficinas de Resíduo Sólidos ministrada por Maisa Brum em 21 de outubro de 2006.

    11- Inscrição de Santa Cruz no concurso e campanha para escolha das 7 Maravilhas de Goiás

    12- Realização de Palestras sobre empreendedorismo, associativismo e muito mais 

    13- Livro Santa Cruz de Goiás, a veneranda dama antiga do Sul goiano.
    Metas alcançadas pelo GGC - Grupo Gestor de Cultura  em 2010 com apoio do SEBRAE e MA/UFG
    14- Aprovação da LGMPE – Lei Geral da Micro e Pequena Empresa
    Identificação de MEI- Micro Empreendedor Individual
    15- Identificação de projetos com garrafa petti – Projeto de Eduardo, identificado por João Campos.
    16- Identificação das datas fetivas do municipio para elaboraçào da Agenda Municipal
    17- Proposta de estudo da Lei de Tombamento Municipal
    18- Criação do Grupo Gestor de Cultura 
    19- Participação na Rede Social e Continuada do SEBRAE
    20- Inicio de envolvimento da comunidade no Projeto de Desenvolvimento da Cultura e do Turismo
    21- Participação no Conselho Municipal de Assistência Social
    22- Solicitação para criação do CMC.Enviamos oficio ao Departamento Municipal de Cultura solicitando a criação do Conselho Municipal de Políticas Culturais e posterior Fundo Municipal de Cultura e elaboração do Plano Municipal de Cultura.


    Santa Cruz de Goiás, 27 de agosto de 2010.


    Ao Sr.

    Donizete Messias Borges

    DD.Secretário de Administração

    Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Goiás


    Em resposta ao Oficio n.093/2010 oriundo desta Secretaria, indico em nome da ADASANC – Associação dos Amigos de Santa Cruz, os nomes Aparecida Teixeira de Fátima Paraguassú, Suplente e Natal Pedro Gomes Titular para comporem o Conselho Municipal de Cultura (CMC).


    Atenciosamente,

    Aparecida Teixeira de Fátima Paraguassú.

    Presidente
     Rua Padre Prego n. 36 – Centro – Santa Cruz de Goiás








30 de dez de 2010 - 

A Iniciativa Viva e Reviva Santa Cruz/Salvaguarda da Memória Cultural foi semifinalista da 3ª edição do Premio Cultura Viva. Recebeu o Selo como reconhecimento pela Iniciativa.


Idealizado pelo Ministério da Cultura, com patrocínio da Petrobras e coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), o Prêmio Cultura Viva tem como objetivo mobilizar, reconhecer e divulgar práticas culturais realizadas em todo o país. Sua 3ª edição, dirigida a iniciativas que realizam atividades no âmbito da articulação entre cultura e comunicação, recebeu 1794 inscrições oriundas de cerca de 750 municípios brasileiros.  
Após a etapa de análise preliminar, de verificação da inscrição com os requisitos definidos pelo Regulamento, as iniciativas passaram pela etapa regionalizada de seleção das 120 semifinalistas. As semifinalistas, além de seguirem no processo de seleção,  receberão oSelo Prêmio Cultura Vivauma chancela de reconhecimento desenvolvida para dar visibilidade às iniciativas que se destacam no processo de seleção.
 Élsie da Costa, diretora artística do Instituto de Arte e Cultura Garatuja, Atibaia/SP, instituição semifinalista da primeira edição do Prêmio que atua com pesquisa, difusão e criação artística, descreve a importância de ter recebido o Selo:
“Receber o Selo Prêmio Cultura Viva dá visibilidade à entidade. Primeiro pela importância que tem, pelo trabalho de seleção e principalmente pela qualidade e seriedade das pessoas e entidades envolvidas na sua promoção. Segundo, pela possibilidade da utilização do SeloCultura Viva. Essa qualificação abre portas e encurta etapas na relação com outras entidades e instituições”.
O processo de seleção das iniciativas ainda conta com mais duas etapas: a seleção das 40 finalistas, a ser realizada no mês de outubro, e a definição das 12 iniciativas premiadas, cujo resultado será divulgado em dezembro de 2010. 
Para conhecer as iniciativas semifinalistas clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores do Blog

Seguidores no Google+

Total de visualizações de página